Pesquisar

O Pescador e o Banqueiro

Original: The Fisherman and the Banker
Tradução: Lucas Margotti
Fonte: Livro N.E.F./Oxford University Press

Um americano estava caminhando em uma linda praia localizada em um vilarejo no México quando ele viu um pescador em seu barco que segurava um grande peixe.

- "Boa pesca!" ele disse ao pescador. "Quanto tempo você demorou para pegá-lo?"
- "Não muito tempo". Respondeu o pescador.
- Por que você não vai mais longe para pegar mais desses peixes? Perguntou o banqueiro animado.
- "Porque tem o bastante aqui para sustentar minha família".

Então o americano, que é um banqueiro, perguntou: 
- Mas então o que você faz nas horas vagas?
"Ah, eu durmo tarde, pesco um pouco, brinco com meus filhos, passeio com minha esposa. À noite, vou com meus amigos na vila, bebemos vinhos e tocamos violão. Eu sou mais ocupado do que você imagina. A vida aqui não é como..."

O americano o interrompeu: 
- "Eu tenho um MBA de Harvard Business School e posso te ajudar. Você não está pescando o tanto que você é capaz. Se você começar a pescar por longos períodos, você vai conseguir bastante dinheiro para conseguir comprar um barco maior. Assim, poderá pescar mais peixes e ganhar mais dinheiro ainda, podendo comprar outro barco maior, e depois o terceiro, e por ai vai. Ao invés de você vender seus peixes no comércio, você poderá vender diretamente para as indústrias de peixes, ou abri sua própria fábrica. E assim, poderá finalmente sair de sua vila aqui no México e mudar para Nova York, onde você poderá administrar sua companhia".
- "Quanto tempo isso vai demorar para acontecer?", perguntou o pescador.
- "Entre 15 a 20 anos se você trabalhar duro".
- "Hmmm... e depois disso, o que eu posso fazer?
- "Essa é a melhor parte". Disse o americano com um sorriso no rosto e falando mais euforicamente. "Quando esse momento vier, você poderá vender sua empresa por milhões de dólares".
- "Milhões de Dólares? Mas e depois disso?
- "Logo em seguida, você poderá se aposentar, viver em um vilarejo perto da praia, dormir tarde, brincar com os filhos..."

Achei esse texto super interessante e aplicável em nossas vidas. Por mais que seja importante buscar o sucesso profissional e conseguir uma estabilidade econômica, temos que pensar qual o preço disso. Muitas conquistas dependem de escolhas que afetam tanto nosso emocional quanto a nossa busca pelo sucesso. Temos que escolher algo que seja viável e possível de acontecer, sem que prejudique outras pessoas. Temos que ser bom no que somos através da competência e do saber, e não pelo fracasso do próximo. É importante ter controle do tempo e saber dar um pouco de você onde é mais preciso, porque a vida será sempre um relógio regressivo onde vale mais a pena aproveitá-lo satisfatoriamente do que viver reconstruindo o passado.

Leia mais