Pesquisar

A influência do Marketing no mundo contemporâneo

Adaptado do livro "Administração de Marketing (A biblia do Marketing), de Kotler e Keller. Esse trecho encontrado no livro propõe claramente uma definição sobre a importância do Marketing para as organizações. Nada melhor então do que reproduzir esse trecho. Tal obra é um referencial e existem diversos conceitos, exemplos e termos que, aos poucos, serão reproduzidos no Tutor Executivo para contribuir para o conhecimento nessa àrea da Administração.



A importância do Marketing

O sucesso financeiro muitas vezes depende da habilidade de marketing. Finanças, operações, contabilidade e outras funções de negócios não terão sentido se não houver uma demanda para produtos e serviços suficiente para que a empresa obtenha lucro. Para que se alcance um resultado, alguém tem de colocar as coisas em andamento. Depois que os nomes com "C" para altos executivos entraram na moda, como Chief Executive Officer (CEO) para diretor-presidente e Chief Financial Officer (CFO) para o diretor financeiro, muitas empresas contrataram seu Chief Marketing Officer (CMO), ou diretor de marketing, para colocar o marketing em pé de igualdade com as outras funções. Press releases de todo tipo de organização - de fabricantes de bens de consumo e empresas de seguro-saúde, passando por organizações sem fins lucrativos e fabricantes de produtos industriais - alardeiam suas ultimas conquistas em marketing e podem ser encontrados em seus sites. Nas publicações de negócios, incontáveis artigos são devotados a estratégias e táticas de marketing. 

O marketing, no entanto, não é nada simples, e foi o calcanhar-de-aquiles de muitas empresas outroras prósperas. Empresas grandes e conhecidas, como a Sears, Levi's, General Motors, Kodak e Xerox, após se defrontar com consumidores mais exigentes e novos concorrentes, tiveram de repensar seus modelos de negócios. Até mesmo líderes de mercado como a Microsoft, Wal-Mart, Intel e Nike reconhecem que não podem se dar ao luxo de relaxar. Jack Welch, o brilhante ex-CEO da GE, não se cansava de prevenir sua empresa: "Mude ou morra".

Mas tomar as decisões corretas nem sempre é fácil. Os gerentes de marketing precisam tomar decisões importantes, como quais caracteristicas incluir em um novo produto, a que preço oferecê-lo aos consumidores, onde vender seus produtos e quanto gastar em propaganda e vendas. E também devem tomar decisões mais detalhadas, como escolher as palavras e as cores para uma nova embalagem. As empresas sujeitas a maior risco são aquelas que não conseguem monitorar seus clientes e concorrentes com cuidado e aperfeiçoar sempre suas ofertas de valor. Essas empresas assumem uma visão de negócios de curto prazo, direcionada para vendas, e vão acabar por não satisfazer os acionistas, os funcionários, os fornecedores e os parceiros de canal. O marketing habilidoso é uma busca sem fim.

(Extraído e adaptado por L.M de: KOTLER, Phillip; KELLER, Kevin Lane. Administração de Marketing. 12º ed. São Paulo: Prentice Hall, 2006)

Leia mais