Pesquisar

A importância do Marketing estratégico no mundo dos negócios

Reportagem extraída do site Mundo do Marketing. É muito importante para as organizações ter conhecimento sobre a importância do Marketing Estratégico no mundo dos negócios. Com esse intuito, o Tutor Executivo publica em sua página para compartilhar essa rica informação aos seus leitores, escrita por Débora Aliprandi, Executiva de Marketing, especializada nos mercados financeiro e de luxo, graduada pela USP e MBA em Gestão de Negócios pela Trevisan.

A importância do Marketing estratégico no mundo dos negócios
Débora Aliprandi - Mundo do Marketing

Grande parte da literatura sobre a gestão de negócios deixa claro o foco das empresas na obtenção de resultados. Por mais diversificadas que sejam as atuações e as metas de determinada organização, se esta não tiver resultados positivos, não conseguirá sobreviver no mercado. Isto parece óbvio, mas nem sempre a medição destes números é tão clara nas instituições, principalmente se pensarmos nos resultados de cada uma das áreas que as compõem.

Mensurar, por exemplo, o quanto o Marketing agrega à relação empresa-cliente ou aumenta seu volume de vendas é tarefa comum e conhecida na realidade empresarial, e os dados aí obtidos podem ser utilizados para contabilização em seus balanços, cálculo do valor de suas marcas, composição de diversos estudos e planos de negócios, entre outras aplicações.

No entanto, mesmo com as consideráveis fatias do investimento anual das companhias dedicadas ao Marketing, obter clareza com relação ao retorno que cada uma das ações traz para a somatória dos seus resultados não é trivial. Há grande esforço nesta direção, mas ainda há muito espaço para melhora no tocante a esta busca por resultados pontuais efetivos e por profissionais de Marketing verdadeiramente focados no retorno dos investimentos (ROI - return of investment).

Para melhor entender a importância desta “numerologia” que está por trás do Marketing criativo tal como conhecemos, é preciso ter em mente a assertividade ao planejar e executar suas ações nos determinados contextos em que as empresas estão inseridas, ou seja, sua aplicação estratégica perante seus clientes, áreas internas e até mesmo fornecedores. E esta tarefa seria impossível sem um Marketing extremamente bem munido de informações e de conhecimento sobre o mercado.

Neste sentido, as inteligências corporativas como BI (Business Intelligence), CRM (Customer Relationship Management), Pesquisas, Gerências de Produtos, entre outras, podem trazer inúmeros estudos e funcionalidades para os negócios, fazendo com que sua estratégia esteja sempre alinhada ao perfil e às necessidades de seus clientes. Esta prática, alinhada à utilização de tecnologias para a segmentação de clientes ou prospects através de análises executadas sobre seu perfil e comportamento, compõem Marketing database’s bastante desenvolvidos que serão de grande valia para as corporações.

Quanto maior a riqueza de dados, seja para prever o comportamento dos grupos de modo a realizar programas de Marketing para gerar demanda por um produto ou serviço específico, seja através da segmentação dos mercados consumidores para ofertas diferenciadas, torna-se parte fundamental da estratégia do Marketing entender as variáveis em que esses mercados podem ser divididos e planejar suas ações de acordo com características geográficas, demográficas, psicográficas e/ou comportamentais.

E, em uma realidade tão aumentada como a que vivemos hoje, em que públicos-alvo deixaram de ser apenas alvo, mas adquiriram voz ativa em diversos canais de mídia, não há limites para a pluralidade de combinações que podem surgir. Numa era em que praticamente não há mais falta de informação, pelo contrário, em que os clientes estão abertamente se comunicando com as empresas e gerando uma infinidade de informações em diversos canais como redes sociais, blogs, etc., um profissional que consiga coletar, arquivar e estudar estes dados para identificar os diferentes atributos que podem interferir na avaliação de compra do consumidor, terá muito sucesso ao utilizá-los no planejamento e execução de suas ações de Marketing.

Para que as corporações possam então atuar de forma eficaz, precisam utilizar-se das mais avançadas técnicas e ferramentas para fomentar suas ações estratégicas. Neste cenário, o Marketing assertivo vai ajudar diretamente as empresas em processos como: aquisição dos novos clientes, lançamentos de produtos, venda de produtos de prateleira e ainda no reforço do estabelecimento do Marketing de relacionamento, ou seja, contemplando a relação duradoura de vida do cliente.

E mesmo que através de diferentes ações, sejam elas de Marketing direto, mídias, propaganda, eventos, patrocínios, parcerias, promoções, campanhas, etc., quanto maior o conhecimento das informações existentes, mais fundamentadas serão as decisões sobre quais grupos de pessoas serão abordados, através de quais canais, com quais produtos e ofertas, e de que forma, de acordo com os feedbacks que os mesmos tenham trazido.

Cada contexto requer um tratamento específico, que vá de encontro com a maximização da ação planejada. Diante de um programa de Marketing focado no êxito, os possíveis palpites ou opiniões menos fundamentadas perderão sua força. Combinações vencedoras, bem como seu histórico, fomentarão novas ações, e para isto não resta dúvida que uma consciência e atuação estratégica de seu Marketing ocuparão papel fundamental.

Fonte: Mundo do Marketing

Leia mais