Pesquisar

Como criar o espaço de trabalho perfeito segundo a ciência

Por HypeScience (www.hypescience.com)

Quando se trata de construir seu espaço de trabalho, você pode tentar dar um quê de moderno, folhear algumas revistas de design de interiores, ou pode deixar a ciência guiar o caminho. Com base na psicologia recente e em descobertas da neurociência, dá para seguir alguns passos simples e eficazes que você pode tomar imediatamente para melhorar a sua produtividade no trabalho por anos. Não há nada pior do que sentar em um chato e monótono cubículo durante a maior parta da sua vida. Se você não pode escapar de 40 ou mais horas por semana preso num escritório, ele pelo menos pode ser bem agradável – para o bem de sua sanidade mental e para a produtividade da sua empresa.

É fácil negligenciar a importância de seu espaço de trabalho, especialmente se você está sob pressão de prazos e não tão ligado em design de interiores. Entretanto, esperamos que este texto mostre que os espaços que ocupamos realmente podem nos afetar psicologicamente. É vital que você escolha um ambiente onde você se sinta feliz e confortável. Se sua liberdade for restrita, molde o espaço o tanto quanto você puder para torná-lo seu.

1. Aproprie-se do seu espaço de trabalho


O simples ato de tomar suas próprias decisões sobre como organizar seu espaço de trabalho tem um efeito de positivo e tem sido associado à melhoria da produtividade. Craig Knight, diretor da consultoria em local de trabalho “Realização de Identidade”, mostrou isso em um estudo de 2010 com o pesquisador Alex Haslam, envolvendo 47 trabalhadores de escritórios de Londres. Esses empregados tiveram a oportunidade de organizar um pequeno espaço de trabalho com a quantidade que eles quisessem de plantas, quadros e imagens e foram 32% mais produtivos do que os outros que não receberam esse poder. Eles também se identificaram mais com o seu empregador – um sinal de maior comprometimento com o esforço da equipe e aumento da eficiência.

Se você é um gerente de escritório, isso sugere que você deve dar à sua equipe o máximo possível de autonomia para que ela colabore com o design de seu escritório ou espaço de trabalho. Muitas empresas ainda dão aos seus funcionários uma pequena quantia de dinheiro para mobiliar seu espaço. Por outro lado, se você trabalha em um ambiente de coworking, tente encontrar maneiras de deixar a sua marca no ambiente. Mesmo o simples uso de quadro magnético para postar suas próprias imagens e mensagens poderia ajudá-lo a sentir que o espaço é seu, com os consequentes benefícios para o seu trabalho.

2. Escolha móveis arredondados e os organize sabiamente


Se você tem a sorte de projetar o seu próprio espaço de trabalho, escolher um layout mobiliário curvo e arredondado ao invés de afiado e com bordas retas. A criação desse ambiente tem sido associada com emoções positivas, e é conhecida por ser benéfico para a criatividade e a produtividade (um bônus: há também bem menos chance de bater o cotovelo ou o joelho em uma curva fechada). Em um estudo de 2011, centenas de graduandos observaram imagens de interiores de escritórios, geradas por computador, e classificaram melhor aqueles mobiliados com objetos curvilíneos, em oposição aos ambientes mais quadrados e cheios de pontas. Eles avaliaram os móveis arredondados como mais agradáveis e convidativos.

Outro estudo, deste ano, descobriu que as pessoas avaliaram ambientes arredondados como mais bonitos do que ambientes com bordas retas e os espaços com mais curvas desencadearam uma maior atividade em regiões do cérebro associadas à recompensa e à apreciação estética. Esse contraste entre as bordas retas e curvas também se estende à maneira como organizamos nossa mobília. Aparentemente, o rei Arthur estava com a razão: sentar em círculos provoca uma mentalidade coletiva, enquanto sentar em mesas de linhas retas desencadeia sentimentos de individualidade – algo que vale a pena pensar em sua próxima reunião, se você quiser incentivar a coesão da sua equipe.


3. Aproveite a cor, a luz e o espaço


Escolher a cor certa e o sistema de iluminação adequado para o seu escritório é uma das maneiras mais simples para ajudar a melhorar o seu desempenho profissional. Diferentes cores e níveis de luz possuem efeitos psicológicos distintos. Por isso, a situação ideal é instalar um sistema de iluminação que permite que você altere a cor e a intensidade da luz dos cômodos para se adequarem ao tipo de trabalho com o qual você está envolvido. Por exemplo, foi identificado que a exposição às cores azul e verde melhora o desempenho em tarefas que requerem a criação de novas ideias. No entanto, a cor vermelha tem sido associada a um desempenho superior em tarefas que envolvem a atenção aos detalhes.

Outro estudo publicado em 2013 mostrou que um ambiente controlado por dimmer (interruptor que permite o acendimento gradativo da luz) promovem a criatividade em termos de geração de ideias, provavelmente porque estimula um sentimento de liberdade. Por outro lado, os níveis de luz mais brilhantes são mais propícios aos pensamentos analíticos e avaliativos. Esse item é mais difícil de modificar, mas estudos comprovam que até a altura de teto desencadeia efeitos psicológicos no ambiente de trabalho. Uma pesquisa de 2007 descobriu que um teto mais elevado é associado a sentimentos de liberdade, juntamente com um estilo de pensamento mais abstrato e relacional, que ajudam os participantes a ver as semelhanças entre os objetos e os conceitos.

4. Faça uso de plantas e janelas


Se você só puder fazer uma coisa para otimizar o seu espaço de trabalho, invista em uma ou duas plantas. As pesquisas nesse campo já mostraram repetidamente que a presença de plantas no escritório possui uma gama de benefícios, incluindo a ajuda aos empregados a se recuperarem de atividades exigentes e a diminuição dos níveis de estresse. Como um bônus, também há evidências de que as plantas podem reduzir os níveis de poluição do ambiente.Outra característica de um escritório agradável é uma janela com uma bela vista, de preferência a uma paisagem natural. Isso ocorre porque um olhar para as montanhas ou para um lago tem o poder de “recarregar” sua mente. Obviamente, uma visão da natureza não é possível para muitas pessoas que trabalham nas cidades; porém, mesmo em uma situação urbana, a visão de árvores ou de uma arquitetura original já foi provada como tendo benefícios restauradores.

Se você não pode realizar suas reuniões na frente de uma janela com vista para a serra do mar ou para a praia, outro plano é escolher um escritório o mais próximo possível de um parque ou uma praça bem arborizada. Uma visita a esses locais revitaliza a sua mente e compensa a sua falta de uma vista natural.

5. Curta os benefícios de uma mesa bagunçada


Há muita pressão nos dias de hoje para ser organizado. Como você pode fazer bem o seu trabalho, se você não consegue encontrar um espaço livre em sua mesa para mexer o mouse ou colocar uma planta? E aquele relatório mensal da contabilidade, cadê? No entanto, uma nova pesquisa sugere que Einstein estava certo ao declarar: “Se uma mesa cheia é sinal de uma mente confusa, então, uma mesa vazia é sinal do quê?”. Kathleen Vohs e seus colegas da Universidade de Minnesota, Estados Unidos, revelaram que os participantes testados em um quarto bagunçado e em uma mesa coberta com papel inventaram usos mais criativos para uma bola de pingue-pongue do que os participantes testados em um quarto inteiro arrumado.

Isto coincide com os pontos de vista do consultor Craig Knight, que argumenta contra a tendência moderna para espaços de trabalho “clean”. “Nós não entendemos, psicologicamente, por que colocar alguém em um espaço pobre e sem estímulos deve funcionar para humanos, uma vez que isso não funciona para qualquer outro animal do planeta”. Sua declaração se encaixa com os conselhos de Eric Abrahamson – coautor do livro “A Perfect Mess: The Hidden Benefits of Disorder” (“Uma Confusão Perfeita: Os Benefícios Escondidos da Desordem”). Segundo ele, as pessoas com mesas altamente organizadas muitas vezes lutam para encontrar suas coisas porque seus sistemas de arquivamento são muito complicados. Ele também aponta uma vantagem fundamental para uma bagunça – você pode encontrar coisas pelas quais você não esperava. Reencontrar aquela ideia inovadora que você rabiscou em um pedaço de papel há dois anos pode ser a faísca de que você precisava para fazer o seu próximo projeto decolar.

(Images and pictures from: hypescience.com)

Leia mais